Quem vê cara, não vê depressão



Todos os meus textos publicados são divulgados no meu Instagram e outras redes sociais.
Com o intuito de ajudar e abraçar todas as pessoas que possuem depressão, já li e ouvi uma infinidade de coisas horríveis e boçais como "Deus é a cura", "você é uma viciada em remédios" ou "você é muito bonita para ter depressão". Com esta última frase eu juro que tenho vontade de socar meio mundo.

Primeiro: beleza é muito relativa. Talvez para você eu seja bonita, mas para outra pessoa, eu não seja, sabe? Não use isso como argumento para nada.

Segundo: as vezes vemos pessoas lindíssimas com suas vidas perfeitas e fotos de biquini com a barriga chapada e não fazemos ideia se essa pessoa sofre de algum transtorno alimentar ou qual o tipo de vida ela realmente leva.

Terceiro: você que me disse que eu sou bonita demais para ter depressão já se perguntou como foi a MINHA vida? Já se perguntei pelas batalhas que tive que lutar e que ainda luto, todos os dias, para não surtar? E que, mesmo assim, as vezes surto?

Você já pensou que, ao menosprezar o sofrimento de alguém, você está fazendo com que essa pessoa sofra ainda mais e pense, por exemplo, eu sou bonita, não tenho motivos para ter depressão ou eu tenho uma vida legal HOJE, não tenho por quê está triste. E sabe o que acontece? Essa pessoa se martiriza mais e mais por sentir o que sente e pela a doença ou o transtorno que tem.

Mas você nunca voltou há 10 ou 15 anos, quando a vida dessa pessoa era completamente diferente de hoje e que a vida daquela época gerou traumas tão grandes que, como disse a minha psicóloga, virou sombra em todos os aspectos da sua vida.

Já pensou que, ao chamar alguém de viciado em remédios você pode está contribuindo, diretamente, para que essa pessoa se sinta pior e pare de tomar seus medicamentos, causando uma piora imensa no seu estado de saúde mental? Ou que falar que psicólogo e/ou psiquiatra é coisa de louco, fazendo com que a pessoa pare a terapia, para não ser taxado de louco por uma sociedade atrasada?

As pessoas não possuem o menor cuidado com o que se fala hoje em dia, sabe? Não pensam nas consequências do poder que as palavras possuem. Conheci pessoas que se cortam por causa do que os outros já disseram e dizem e julgam (inclusive, já disse algo a alguém que machucou, mesmo na intenção de ajudar, então cuidado!). Não seja esse tipo de pessoa.

Entenda uma coisa: você não precisa ter uma opinião sobre tudo. E se você não tem algo de construtivo a dizer a alguém que está se expondo e mostrando toda a sua vulnerabilidade e fragilidade, não diga nada. É melhor não falar do que cortar alguém com as palavras.

E lembre-se: você não sabe o que os outros passam para sentir o que sente e fazer o que fazem, então não julgue pelo que as redes sociais maquiam. Quem vê cara, não vê transtornos psicológicos, mentais, alimentares e de personalidade. Okay? Okay!

0 Comentários